Os Clubes Paula Vicente

Visita ao Museu do Traje

Daqui a mais ou menos 15 anos, os alunos dos Clubes Paula Vicente (em parceria com a Escola Paula Vicente) que visitaram no passado dia 6 de Fevereiro o Museu do Traje, terão na sua posse um género de indumentária, longe daquela que ostentam e que os levou a percorrerem a coleção histórica patente no museu desde o séc. XVIII à atualidade. Para o bem ou para o mal, ostentarão uma capa e batina de tons pretos com medalhas alusivas aos municípios, freguesias, marcas de cerveja, clubes de futebol, tunas e na melhor das hipóteses o grupo sanguíneo e a morada de casa.
A exposição estava organizada em vários núcleos que permitiram aos alunos visitar independentemente cada época, o que facilita a rotação das peças, desde o traje palaciano e o traje de corte, passando pelo traje romântico, o traje império, Belle Époque ou mesmo o traje interior, culminando pelo traje contemporâneo que nos acompanha nos dias de hoje, onde as dificuldades e a indecisão de escolher a melhor roupa para o dia-a-dia, pode ser um drama para a maior parte das pessoas. Contudo, no dia 20 de fevereiro, o Clube de Drama juntou cerca de 20 alunos e apresentou uma coreografia baseada em Eurípedes, onde não há lugar dramático, mas sim, um lugar de liberdade coletiva. Em "As Troianas", sublinha-se o trabalho de corpo, o corpo como veículo de paisagens sonoras e visuais.

 

Exposição Clube de Cultura

Se é no conjunto que se encontra a liberdade, também é no compromisso com o aluno, com a escola e com a individualidade, que o aluno se torna ativo e parte integrante do processo ensino-aprendizagem. A exposição patente na biblioteca da escola é prova cabal do universo cultural de ideias e ideais dos alunos, que acompanhados pelo Clube de Cultura organizaram uma panóplia de trabalhos de grande qualidade, passando pelas caravelas feitas com fósforos (alusão aos descobrimentos), até ao reconhecimento patriota de uma bandeira portuguesa feita com papel crepe.

 

Visita ao CAM

No dia 13 de março, numa visita promovida pelo Clube de Plástica ao Centro de Arte Moderna da Gulbenkian, os alunos exploraram os aspetos sensoriais, onde a matéria é a essência da descoberta. Um vasto processo criativo, recheado de novas técnicas levaram à reflexão sobre a arte contemporânea que pauta a vida quotidiana.
Feira Solidária da Primavera
Para comemorar a chegada da primavera e o fim do segundo período escolar, os Clubes da Escola Paula Vicente, em conjunto com os alunos que a frequentam, participaram na Feira Solidária da Primavera. Dividido por bancas temáticas, cada turma vendia produtos/objetos no sentido inverso à economia sistémica que hoje nos acompanha. Todo o dinheiro arrecadado reverteu para material escolar.

 

20150506 clubes gd

PRÓXIMOS EVENTOS

SIGA-NOS NO FACEBOOK

oyun